Total de visualizações de página

segunda-feira, 7 de março de 2011

Restaurando  a   Autoridade Paternal   Através da Santidade.

Venho percebendo nestes últimos tempos um mover restaurador da autoridade paternal de   D’us. É notório que o Eterno tem nos chamado, a Sua Igreja, a vivermos como deveríamos. Vivermos santos.

O que é incrível é a percepção que tenho tido a respeito deste assunto tão importante na Igreja de Yeshua. O quanto é importante honrarmos nossos mentores espirituais, nossos lideres, nossos pais na fé. Revendo um conceito social de que pai não é aquele que faz, mas o que cria, educa e molda.

Como pai, percebo o quanto minha filha se espelha nas atitudes que eu e minha esposa temos. Vejo o quanto quer copiar o nosso jeito, como quer agir como agimos. Isso gera em mim um temor. O temor de saber ser exemplo. Por isso, penso em como devo agir não apenas com minha filha, mas com todos os nossos liderados.

Para aprendermos um pouco mais, em fevereiro, minha esposa e eu participamos de um congresso da visão celular em Araruama, RJ, organizado pela MIR Araruama na pessoa de seu líder, ap. Washington Areas. Lá, fomos tremendamente impactados pelas ministrações realizadas pelos apóstolos Marcel, Anselmo e Renê Terra Nova e da pastora Ludmila Ferber. Foram três dias dos quais participamos de dois, sexta-feira e sábado.

Ao som de louvores fomos tremendamente confrontados pelo Senhor a nos posicionar como santos. E santos são irrepreensíveis. Nesta atmosfera de santidade o Senhor foi nos revelando, através das ministrações, o valor do chamado, da honra, do discipulado e do mentoreado espiritual. Como fomos confrontados! Chorei!

O interessante é que no mesmo dia em que havia o congresso em Araruama estava sendo realizado o seminário de formação de líderes com o tema Peniel. Um de nossos amigos e irmão em Yeshua que esteve na primeira noite no congresso participou neste seminário durante a manhã e tarde de sábado e mais tarde nos encontrou a noite no congresso e nos contou, para nossa edificação, o que fora ministrado durante as palestras. Tudo indicava o mover de D’us para a restauração da autoridade paternal espiritual. Temas diferentes em igrejas diferentes em ministérios diferentes, mas com direcionamentos idênticos!

Como resultado destas ministrações, nos colocamos a disposição de D’us em seu altar e diante da nossa igreja, Igreja do Senhor, pedimos perdão ao nosso pastor pela nossa falta de honra para com ele. Deveríamos protegê-lo e não expô-lo, deveríamos honrá-lo e não desonrá-lo.

Para corroborar com o que eu estava vivendo, algumas semanas depois tive a oportunidade de participar no aniversário de um pastor amigo meu, onde o Pr. Gesié, presidente do COPA – Conselho de Pastores de Cabo Frio, nos trouxe a ministração sobre a autoridade paternal espiritual, onde David se apresentou ao rei Saul dizendo: “Sou David, filho de Jessé, o Belemita, seu servo!”. Pr. Gesié discorreu sobre o assunto de forma impressionantemente simples, mas de uma profunda revelação e significância.

Se isso tudo não fosse o suficiente, a minha própria experiência, em meu quarto, no meu particular, sou convidado a cada dia pelo Senhor a experimentar este princípio em minha vida: Honrar a paternidade espiritual. Tenho aprendido através das Escrituras como o Senhor trabalhava a questão deste principio através da santidade. E como quer trabalhar!

Separar-se, santificar-se é adquirir de D’us a autoridade para servir de maneira correta e no lugar correto. É ter a legitimidade para exercer a nossa função de maneira exemplar e excelente. E isso nos faz ser exemplos a sermos seguidos. E se somos exemplos, segundo a Palavra, fazemos discípulos e se fazemos discípulos, geramos filhos, e quando estes filhos nascem, eles crescem se alimentado daquilo que temos de melhor: A nossa vida de santidade, exemplo a ser seguido. Como Paulo o rabino apóstolo disse: “Sede meus imitadores como eu sou de Cristo”. Em outras palavras. Olhe para mim, eu tenho algo para passar para vocês!

Este princípio restaura a autoridade paternal espiritual que fará a diferença na Igreja de hoje. Homens se tornarão mais cientes de suas responsabilidades como exemplos a serem seguidos! Serão santos, como O Senhor é santo!

Shalom em todos

Everson Tavares, diácono.

Nenhum comentário:

Postar um comentário