Total de visualizações de página

quarta-feira, 13 de abril de 2011

SANTIDADE! Right here and right now! Aqui e agora!


A Palavra de D’us é recheada de assuntos e temas interessantíssimos. Da criação ao apogeu, da queda à restauração, da morte à vida, do princípio à escatologia, etc. Mas o que mais me chama a atenção, toca profundamente meu coração e me faz tremer, não é a escatologia, ou a volta do Cristo, mas sim SANTIDADE.

No meu ponto de vista, tudo, mas tudo mesmo, se resume a SANTIDADE. Eu posso ser um expert em criacionismo, ou um exímio defensor de correntes escatológicas, mas se eu não tiver e viver a SANTIDADE, de nada serve conhecer ou dominar tais assuntos.

Volta e meia ouvimos pregadores que dizem que não se prega mais sobre a volta do Messias, ou sobre arrebatamento, o que é uma mentira! Baseiam-se na minoria dos lideres tele-evangélicos os quais detém poder financeiro suficiente para televisionar suas mensagens. E esquecem-se daquela grande maioria de pregadores que vivem pregando e chamando a Igreja a conscientização da SANTIDADE porque Jesus está prestes a voltar.

Sensacionalismo, teologias desfiguradas e falsos conceitos doutrinários levam emocionalismo aos cultos. Ondas e ondas de falsas conversões e curas “psicomotivadas” por palavras emotivas vindas de um evangelho de alta-ajuda, onde não há a morte da carne e ninguém quer levar a sua cruz.

Mas onde está a verdadeira essência do cristianismo? Onde a preocupação está em como eu devo me comportar, viver e cultuar. Onde eu honro os meus compromissos, onde não dou falsas esperanças, onde digo não quando é preciso dizer não, e sim quando é preciso dizer sim. Onde não faço promessas porque quero ganhar o outro e quando o conquisto, o que foi prometido se foi para o “campo da amnésia intencional”.

Essência esta em que não fazemos distinção de raça, credo ou conceito. Mas que nos diferenciamos por nossas atitudes de amor, graça e compromisso com Jesus, a Igreja e os perdidos: SANTIDADE!

Isso mesmo! Tudo gira em torno da SANTIDADE, e SANTIDADE engloba comprometimento e responsabilidade! Comprometimento e responsabilidade aqui na Terra, no nosso país, na nossa cidade, com o próximo.

SANTIDADE é propagar os princípios celestiais aqui nesta esfera terrestre. Quando eu entendo que quando nos posicionamos contra o pecado, contra a indiferença de tratamento, contra cultos sem PALAVRA. E independente de outrem nos dedicar a buscar conhecimento das sagradas escrituras o qual é aplicável em nossas vidas, consequentemente nos tornaremos SANTOS.

Como diria João, o Apóstolo: “Filinhos, não pequeis”. Isso mesmo! Não pequeis! Vamos viver em SANTIDADE, porque isso sim agrada ao SENHOR.

SANTIDADE em nossos relacionamentos: sem falsidades e interesses próprios;
SANTIDADE em nossos negócios: honrando com os compromissos e pagamentos;
SANTIDADE em nossa palavra: marcando e comparecendo, sem desculpas esfarrapadas;
SANTIDADE com nossa liderança: servindo com amor, respeito e honra.

Enfim, SANTIDADE a qualquer custo, sem a qual ninguém verá a D’us. No demais, arrebatamento e volta de Jesus, será apenas uma consequencia para aqueles que vivem em SANTIDADE.

Eu quero ser santo como D’us é Santo.

Shalom

Everson Tavares, buscando SANTIDADE.  

Um comentário:

  1. Shalom, querido! Aqui é o Marquinho. Tô num outro pc, sem meu login.

    Santidade é uma necessidade ainda maior quando começamos a entendê-la de maneira bem menos superficial, buscando, então, uma profundidade num mergulho nas Santas Escrituras, guiados pelo Santo Espírito.

    Aí, percebemos exatamente isso que você escreveu, mano: do início ao fim da Palavra do Eterno, Santidade e ponto final, com pleonasmo mesmo.

    E outra: como você já disse outras vezes, ela só trás benefícios!

    ResponderExcluir