Total de visualizações de página

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Cristianismo Inteligente - III


Somente quem tem o fruto do Espírito pode ter um bom nome e ser um bem aventurado no Reino de Deus

Uma das coisas que mais me alegram no Senhor é a sua Soberania. Saber que nada pode ser comparado a Sua presença me faz ver o quanto Ele nos atrai. “Não devemos colocar nada entre nós e Ele. Nem família, nem trabalho, nem igreja, nada, nada mesmo pode se colocar entre meu relacionamento e D’us”. Mas isso seria raso demais. Falar isso é o que todos já sabem. Eu quero ir além.
Quando vejo que meu relacionamento com o Senhor é intenso, genuíno e continuo, o meu relacionamento com a minha família, trabalho, amigos e igreja passa a ser parte integrante deste meu relacionamento com D’us. Ao invés destas coisas estarem entre eu e D’us, elas passam a estar comigo e D’us.
Não consigo deixar de ver Cristo em tudo o que faço. Todo o meu relacionamento com o que está ao meu redor é o resultado de ver através dos olhos de Jesus: Cristianismo Inteligente!

Como assim? Simples. Tudo que está ao meu redor é de Jesus. Não existe nada que não o pertença. Da Paz a Guerra. De Cabo Frio a Jerusalém passando pela Faixa de Gaza. Tudo é d’Ele. Logo, o meu relacionamento com o outro e com o planeta passa a ser um relacionamento com a VONTADE SOBERANA de D’us: SUA CRIAÇÃO!

E como criação, somos chamados a sermos filhos pelo Espírito de Adoção no qual chamamos o Eterno de PAI. Passamos a ter uma boa fama no Reino e a produzimos frutos relevantes.
Foi a partir daí que começamos o estudo em Deuteronômio 10:22 e Mateus 5:3,5,6,10.

Deuteronômio 10:22
Ele é o teu louvor e o teu Deus, que te fez estas grandes e terríveis coisas que os teus olhos têm visto.

O senhor é o meu louvor. Quem estuda Letras aprende como ler e interpretar de um texto complexo e científico a uma sentença simples e fácil.
Ao lermos “Ele é o teu louvor e o teu Deus”, a priori parece que nossas canções têm sempre de ser D’us. Musicalmente falando. Mas quando analisamos estruturalmente vemos que o senhor ser o meu louvor vai além. Vai até o meu nome. Vai até quem eu sou e o que faço.

Ou seja, o nosso nome não é nada, e os meus feitos não têm valor nenhum, se olharem para mim como se eu, Everson, o tivesse feito por força própria. A honra e o louvor das obras que fiz não são por minha causa. O meu bom nome não é por minha causa. O meu bom nome se dá pelo Senhor. O que sou no meu serviço, na escola, faculdade, família, amigos e na igreja é resultado de Jesus em mim.

Ele faz o meu nome ser o que é por causa d’Ele. Ele é o meu bom louvor. O meu bom nome. A minha reputação. O meu nome passa a ser respeitado pelo que o Senhor fez e faz através de minha vida. O próprio Senhor dialogando através de mim com sua criação e filhos. SALVAÇÃO e EVANGELISMO. Soli Deo Gloria.

Resultando sempre em frutos, frutos agradáveis e saborosos a Ele. O próprio fruto do Espírito.

Vemos em Mateus 5:3.
Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus;
Quando paro para ver este versículo, é impossível não ver Jesus nele. Friamente, poderíamos dizer que não. Que para ter o reino dos céus eu somente precisaria ser humilde de espírito. Só que ser humilde de espírito somente é possível vir através de D’us manifestado no seu filho Jesus.

Quem é humilde tem humildade. Humildade é segundo o dicionário a capacidade de reconhecer os próprios erros, defeitos ou limitações; demonstração de respeito, submissão. Só reconhecemos nossos erros e defeitos e demonstramos respeito e submissão quando somos cheios do Espírito Santo. É impossível sermos humildes de fato e de verdade se o Senhor não nos convencer da necessidade de termos Ele, Jesus em nós. 
Logo, o reino dos céus não é para aquele que simplesmente vive por ai, ao seu bel prazer.  O Reino é para aqueles que o Pai através de Seu Espírito os convenceram. Sem Cristo não há humildade de espírito.

E Mateus 5:5
Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra;

Ser manso, ter mansidão. Parte do fruto do Espírito. E mansidão não é se tornar bobo, patético e bitolado. Ser manso é ter a capacidade de reconhecer o seu erro e voltar e dar a outra face sabendo reconhecer o seu erro e se deixar expor pelo erro para que aja concerto. Sem Jesus é impossível ter atitudes como esta.

Em Mateus 5:6
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque eles serão fartos;
De que justiça teríamos fome se não fosse colocado em nós o Seu Espírito, Senhor? A justiça do Senhor está em olhar para nós e vendo em nós nenhuma capacidade própria de buscar a verdade e a santidade lançar seu filho ao madeiro para que através do seu sacrifício recebêssemos por graça a revelação de toda a obra salvífica de D’us. Sermos justificados por sua vontade Soberana. Por isso, eu tenho fome e sede de justiça, porque Ele, Ele mesmo, colocou-as em mim. E ele mesmo me fartará através de Yeshua.

E finalizamos com Mateus 5:10
Bem-aventurados os que sofrem perseguição por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus;

É incrível que quando entendemos o que é justiça de D’us passamos a ser perseguidos por, principalmente, aqueles que não crêem na SOBERANIA de D’us. Não são apenas os que não crêem em Jesus apenas, somos muito mais perseguidos pelos da casa, pelos irmãos que não compreendem o que é JUSTIFICAÇÂO, REDENÇÂO e ELEIÇÃO.

Deus é soberano e Ele está no controle de tudo. Somos bem-aventurados por termos sido escolhidos por Ele e sermos cheios do Espírito Santo. Que nossas bem-aventuranças sejam recheadas dos frutos do Espírito.

A Ele toda a glória, louvor e soberania.

Everson Tavares, agradecido ao Eterno!

Nenhum comentário:

Postar um comentário