Total de visualizações de página

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Quem disse que pecado é tudo igual?

Na Palavra de D'us até o 3º século depois da morte e ressurreição de Yeshua sempre houve níveis de pecado como também níveis de santidade.


D´us nunca teve em mente ficar distanciado do seu povo. Mas também nunca deixou de mostrar o povo que ele pecava e qual era o nível de seus pecados.


E nesta postagem vem alguns pequenos esclarecimentos a respeito disto!



Errar o alvo, pecado sem a intenção daquele que comete o erro, por não saber, por não ter lembrado, por distração, por engano, tropeço.
Perversidade, depravação, iniqüidade, culpa, pecado cometido com intenção pois se sabia o que estava fazendo, mas foi incitado por seu “Ietzer Hará” - inclinação má, carnalidade aflorada por impulso, paixões carnais que cegam o entendimento momentaneamente, tiram a noção das conseqüências que advirão de seus atos, no jargão jurídico seria a privação de sentidos ou passionalidade.

Ofensa, transgressão de um limite moral, pecado esporádico ocorrido com a intenção de pecar deliberadamente, premeditação, sabendo das conseqüências da transgressão mas que ainda aceita a soberania de D-us.



Rebelião, pecado constante, no qual o pecador rejeita a soberania de D-us, conhecido como pecado imperdoável de Hebreus 10, literalmente é cair da graça. (No meio cristão é o pecado de HaSatan ao incitar rebelião nos céus)

Em qual destes você se enquadra? 

Em apenas um, ou em todos? Em nenhum? 

Saiba que D'us instituiu cinco tipos de oferta para que nós pudéssemos nos aproximar d'Ele. Aqui está a lista dos Korbanot (Ofertas de aproximação)

Oferta de: Holocausto (Olá), Oblação (Minchá), Oferta pelo pecado (Chatát), oferta pela culpa (Asham) e ofertas pacíficas (Shelamim)

Cada oferta desta tinha por princípio levar o povo a aproximar-se do Eterno.

O interessante é que todas as 5 ofertas são cumpridas em Yeshua. E através d'Ele podemos nos aproximar do Pai. O meu pecado tem por oferta o Cordeiro. Hoje não precisamos das ofertas acima citadas porque nem Templo temos mais. E mais, Yeshua, nosso oferta maior, nos dá acesso direto ao Pai. 

Porém, Precisamos reconhecer que há em nós pecados que precisam ser confessados para que nossa oferta tenha valor.

Depois disso, basta só mais uma oferta, mais um sacrifício: A NOSSA VIDA! 

Morrer para as nossas vontades, egocentrimos e vaidades! Fazendo de nossa vida uma oferta de Korban, de aproximação ao Pai.

Shalom


Everson, diácono, buscando perdão e santidade!





Nenhum comentário:

Postar um comentário