Total de visualizações de página

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Hipocrisia! Será que amamos nossos inimigos?




Demorei a postar algo sobre a morte de Osama Bin Laden porque esperava a inspiração para fazê-lo. E hoje veio.

Ao ler algumas postagens do Paul Walker vi o quanto estamos distantes de nos parecer com Jesus. O quanto somos hipócritas ao declararmos nosso amor.

Se Jesus estivesse hoje de frente a uma TV assistindo a toda euforia e celebração que aconteceu devido à morte de Bin Laden se chocaria. Principalmente, quando cristãos de toda parte do mundo pularam e gritaram sobre o sangue fresco de Osama.

Não estou aqui para dizer que o autor do trágico NINE ELEVEN (Setembro dia 9) que culminou com a morte de dezenas e dezenas de cidadãos, entre eles cristãos, era inocente e digno de pena. Não! De forma alguma!

Eu estou aqui para lançar uma questão concernente as Escrituras, onde Yeshua diz que deveríamos amar os nossos inimigos. Onde está este amor?

Embora não seja calvinista, tenho muito em comum com o ponto de vista deles. E um destes pontos é: Todos nós somos pecadores. Todos nós somos destituídos da glória do Eterno! E que não há diferença ente eu e o meu inimigo se eu não amá-lo.

Onde estamos nós que oramos pouco para que estes lunáticos fundamentalistas sejam alcançados pelo amor de D’us? O que fazemos em nosso conforto que não levantamos nossas vozes em clamor e buscar o socorro para estes perdidos?

Enfim, isso só demonstra aquilo que já praticamos com os nossos próprios irmãos. Não os amamos! E se não amamos os nossos próprios irmãos o que dirá amar nossos inimigos!

Que D’us tenha misericórdia de nós

Shalom

Everson Tavares, aprendendo a ser filho de D’us

Nenhum comentário:

Postar um comentário