Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Geração Livre, Geração de Boaz!


No livro de Rute temos uma grande lição para as nossas vidas. Vemos uma família sair da terra de Judá, terra onde tinha um único Deus, o Eterno, e que era a terra da promessa de Deus para aquele povo. Elimeleque, que significa "meu Deus é rei", deveria compreender que ele estava na terra onde o Eterno era o Rei daquela terra, e como Rei, apesar do momento de dificuldades e de fome, eles deveriam ficar ali e acreditar na provisão do Rei dos reis, o Senhor.

Ao sair de Judá para Moabe, terra cuja a adoração era voltada para o deidade chamada Camos, Elimeleque e Noemi, cujo nome significa "agradável", têm seus filhos Malom e Quiliom, que significam “enfermo” e “fraco”, casados com as Moabitas Ruth, uma versão curta de “retut”, amiga adorável, e Orfa, que significa "de trás do pescoço", ela virou as costas para Noemi.

Com a ideia de uma vida melhor, de segurança, eles saem da provisão de Deus para viverem uma novidade, um novo tempo, num novo lugar. Esta expectativa é frustrada com a morte de Elimeleque e seus dois filhos, deixando Noemi sozinha com suas duas noras, Rute e Orfa.

Como uma decisão pautada na visão natural pode nos levar a perder nossos filhos. A visão de uma vida melhor leva a agradável Noemi, desculpe-me pela redundância, a se declarar como amarga, mara em hebraico. 

Após o fracasso de uma decisão pautada na visão natural de que as oportunidades estão em terras distantes e estranhas, Noemi decide retornar para Belém de Judá, Casa do Pão do Louvor, onde o Eterno provê o sustento e a segurança. Nesta decisão, Noemi despede suas noras para elas procurarem o melhor para elas, Orfa vai embora em prantos e Rute, faz uma das mais lindas declarações de amor e lealdade: 

Disse, porém, Rute: Não me instes para que te abandone, e deixe de seguir-te; porque aonde quer que tu fores irei eu, e onde quer que pousares, ali pousarei eu; o teu povo é o meu povo, o teu Deus é o meu Deus; Rute 1:16


Ao seguir Noemi, Rute tem a sua vida totalmente transformada, tem a sua cultura transformada e tem a sua visão de Deus transformada. Ela sai do seu povo, da cultura que tinha, da visão de mundo e educação que tinha. Ela tinha de se adequar a uma novo povo, a uma nova cultura. E aprender a adorar um único e verdadeiro Deus, o Eterno.

Em Belém, encontram Boaz, que significa "poderoso" ou "forte", que transforma a vida de Rute, e por consequência a de Noemi. Boaz foi o resgatador de Rute, tirando-a da viuvez e levando-a a viver a alegria do casamento, a felicidade de ter uma família. 

Quem foi Rute?

Rute era uma jovem viúva moabita que prometeu sua lealdade para com sua sogra, Noemi. Elas voltaram para Belém, local de nascimento de Noemi, onde conheceram Boaz, um rico proprietário de terras que ficou imediatamente apaixonado por Rute. Noemi aconselhou a jovem como atrair Boaz. O plano deu certo, e Rute se tornou mãe de Obede e bisavó do rei Davi.

O que esta história nos ensina?

Primeiro, em tempo de dificuldades não podemos tomar decisões de mudança em meio a uma expectativa de lugares melhores. Se estamos na presença do Senhor, mesmo que estejamos passando por momentos difíceis, não podemos tomar decisões pautadas nas nossas emoções, elas nos traem. 

Sair de um lugar onde Jesus está no controle, mesmo em tempos de dificuldades, nos leva a ir para lugares que momentaneamente serão agradáveis, mas os nossos frutos serão fracos e enfermos, e logo  morrerão.

Depois vem a vergonha de termos de voltar ao lugar onde não deveríamos ter saído. 

Mesmo assim, Deus, em sua graça, nos abraça e nos dá uma segunda chance de vivermos aquilo que deveríamos ter vivido se tivéssemos permanecido naquele lugar.

Segunda lição, ao agirmos com Rute, declaramos que estaremos sujeitos ao governo de Deus, outra cultura, outro povo. SANTIDADE é a cultura do Reino, e logo precisamos nos adequar a este estilo de vida. Abrir mão de nossos pontos de vistas secularizados para o ponto de vista SANTO de Deus.

Terceira e última lição, como Igreja precisamos agir como BOAZ e restaura a alegria das viúvas, as ovelhas que se perderam do seu Deus. Assim como Jesus resgatou a sua noiva, assim o nosso ministério de música agirá.

Geração Livre, gerará VIDA e resgatará, debaixo da direção e soberania de Deus, as ovelhas perdidas da casa do Pai.

Geração Livre, Geração de Boaz .


Shalom 


Pastor Everson Tavares, escravo de Jesus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário