Total de visualizações de página

segunda-feira, 25 de julho de 2011

Expo Gospel Cabo Frio - Que vergonha!




Minhas considerações a respeito da Expo Gospel, minhas porque são particulares, não representam as considerações de todo o Ministério CEI.

Tentei! Juro que tentei entrar na Expo Gospel com o coração aberto, pronto para um momento de comunhão com irmãos de outras denominações, adoração ao Eterno, boa Palavra, orações e arrependimento. Mas o que eu vi me escandalizou, e eu não sou de escandalizar facilmente.

Vamos por tópicos:

1º - Ao chegar à entrada da avenida, logo no portal, vi uma série de crianças transvestidas de mulheres, com roupas de dar vergonha até mesmo em prostitutas – Sei que falarão que o evento atrai não crentes, por isso o que eu vi não eram da igreja. Ah, tá! Será?

2º - Ao chegar à entrada do evento, senti-me como no Templo nos tempos de Yeshua, uma série de, desculpe-me a sinceridade, cambistas espirituais que diziam em alto e claro som: “– Venham e comprem um número e sejam abençoados! Comprem e concorram a esta moto! Abençoem-nos!” Sem esquecer que a motocicleta estava ali, logo depois de passarmos pelos “cambistas”.  Eu não preciso comprar uma rifa para ser abençoado porque o meu Senhor não precisa de rifas para me abençoar, Ele me abençoa pela sua graça! E isso me basta!

3º - Cantar hinos de times, perguntando se quem estava ali era de time a ou time b, cá entre nós é coisa que se acha em shows seculares! Afinal de contas, ali não era uma EXPO gospel? – do inglês EXPO que significa uma coleção de coisas (equipamentos ou trabalhos) expostas ao público “Cristão”. Que tipo de trabalho foi exposto ali? O que foi demonstrado ali com estes cânticos utilizados na euforia clássica e Cesaria dos estádios e ginásios de esportes não têm relacionamento algum com a Palavra! Com santidade!

4º - Um número enorme de adolescentes se esfregando atrás das barracas que ali vendiam de tudo, de pipoca a mobília para templos. Nada contra as barracas. Contra sim, aquela demonstração pública de esfrega-esfrega e lambe-lambe que eu costumava ver e vivenciar quando não convertido era. Quando frequentava as micaretas, carnavais e festivais mundanos.

5º - Como de costume, uma série de cantores gospel locais que por conveniência denominacional cantavam para preencher tempo e acabar com a paciência de muitos. E quando os cantores destaques da noite eram convidados a subir para cantar já passava das 23 horas, quando não era meia-noite e 15 minutos, quando nosso querido André Valadão teve a sua oportunidade. Se eu fosse ele, subiria e pediria desculpas pelo horário e iria embora. Falta de responsabilidade com os de fora.

6º - Propagação da desordem e descompromisso de vários membros em relação a sua denominação: não foram poucos os relatos de pessoas de outras denominações que me contaram que diáconos, presbíteros, evangelistas, obreiros etc. que deixaram de cumprir com seus compromissos e escalas para estarem ali na Expo. E eu sei e conheço alguns infelizmente.

7º - Onde estavam os pastores, aqueles de nome, os TOPS que estavam nos cartazes e nas propagandas. Eles foram mesmo? Porque todos me dizem que somente o Marcos Gregório pregou. E muito rápido! Se não foram ou foram...aí...eu não tenho fonte.

8º - Para terminar. O que gerou todo este empreendimento? O que edificou? Tudo o que eu pude ver foi um show, apenas um show!

Estas são minhas considerações finas:

Onde está o ensino nas igrejas, o verdadeiro impacto que estes cantores e suas canções realmente têm gerado de SANTIDADE no meio desta cidade? Cresce o número de “evangélicos” em Cabo Frio, mas paralelamente cresce o número de meninas com roupas tão indecentes e vergonhosas que me entristece. Meninos que sua meta é agarrar, beijar e contabilizar quantas foram traçadas por eles.

Claro que não são todos. Claro que havia pessoas ali com a melhor intenção possível. Claro que havia pessoas santas ali. Mas o que se via mais era um péssimo testemunho de uma EXPO GOSPEL que não tinha muito do GOSPEL – God Spell – D’us fala!

Será que se tivéssemos uma EXPO onde o foco fosse arrependimento, oração, Palavra, transformação pelo agir e batismo do Espírito Santo, não teríamos um resultado concreto, ainda que de poucos, mas verdadeiros frutos?

Shalom

Everson Tavares, diácono, apenas diácono.


7 comentários:

  1. Você escreveu tudo que eu pensei. Ótimas colocações. Eu acrescentaria que é lamentável o modo como os "apresentadores" do "show" incentivam a "idolatria gospel". " - Quem veio ver o cantor fulaninho de tal dá um grito?" foi algo que ouvi praticamente a noite toda, sem comentar coisas piores. Extremamente lamentável. Isso é simplesmente o resultado de um evento onde o foco se perde e Jesus fica de lado.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Parasse que eu adivinhei! Ainda bem que eu não fui... Lamentáável! Ah! e essa é opinião da maioria. Vc não é a primeira pessoa que eu vejo com essa opinião.

    ResponderExcluir
  4. O pior é postar o segundo tópico no facebook e ver a reação dos ignorantes fanáticos sobre tal !
    Já que as colocações de um ateu, por mais que verdadeiras, não são válidas, pois ele sempre pesa para o lado contraditório ou errado das igrejas...

    mas é isso ai, gostei da sua sinceridade, everson!

    ver comentários do tipo: Perdoa Senhor, ele não sabe o que diz! SEM MAIS

    só uma coisa, na própria BÍBLIA, no livro de Jonas, capitulo 1, diz que eles fizeram um sorteio e nesse sorteio o escolhido foi Jonas. vejam o versículo 7: "E dizia cada um ao seu companheiro: Vinde, e lancemos sortes, para sabermos por causa de quem nos sobreveio este mal. E lançaram sortes, e a sorte caiu sobre Jonas."

    agora, me diga... se os cristãos se baseiam na bíblia e na própria, há um texto cujos homens foram usados por Deus para fazer um sorteio... por que o sorteio da expo gospel seria errado? qual a diferença? reflitam, mas leiam a bíblia, por favor =)

    abraços, everton...
    aqui é um ex aluno seu, cara!

    ResponderExcluir
  5. Realmente,tudo corre para um único propósito o "IRRACIONAL"o homem tem buscado mais seus prazeres,ministrei a bem pouco tempo ao ministério sobre a corrida frenética ao tesouro,esquecendo-se que os benefícios vem através de nossas atitudes e metas que devemos alcançar em carreira sólida que é o Reino de Deus,mas seus princípios então sendo corrompidos,para bem deles,usando por meio de atitudes burras e incoseqüentes.

    ResponderExcluir
  6. EStao me falando isso tb... que pena.. uma estrutura enoorme, mas com certos conceitos errados! Eles devem pensar que "imitando" o mundo, trarão mais jovens, mais "crentes". Que pena q seja uma idéia terrível!! Como a Angelica falou.. atitude burra!!

    ResponderExcluir
  7. Quando as ovelhas se perdem, quando a comunhão se desfaz, quando congregações se alastram como mercadinhos ou mercearias, quando se pretende alçar novos mares sem fortes ãncoras;quando os ensinamentos se esvaziam e é ovacionado aqueles despidos de pudor, a saída é desacreditar naqueles que nos guiam.

    ResponderExcluir