Total de visualizações de página

quinta-feira, 8 de março de 2012

Imagem não é tudo Sr. Golias!



Se marketing pessoal pode ser descrito como o processo, iniciado por um indivíduo desde a concepção, planejamento até a execução de ações que valorizem alguem, então Golias era o rei do marketing pessoal . Ele sabia atiçar a platéia e os inimigos como ninguém. Ele era o “cara” , ele sabia como chamar a atenção, como planejar detalhadamente a sua auto-promoção e como transformar isso em poder , causando medo e terror entre seus adversários.

"Imagem é tudo", e Golias sabia muito bem disso. Ele criou uma imagem que fazia que qualquer um se colocasse em posição de total inferioridade. Sem nenhuma ajuda de uma assessoria de imprensa , de uma agência de publicidade , sem twitter ou facebook, Golias fez de si próprio um mito !

Golias era agressivo, egocêntrico, semeava o pessimismo e o insucesso no meio dos inimigos, era dotado de uma frieza impressionante, e demonstrava abertamente o desdém pelos outros. Ou seja , ele era autentico ! Ele era ele mesmo, ele fazia uso do melhor marketing pessoal já criado e disponível que é a autenticidade. Golias era tosco , cruel e não fazia questão de esconder isso , pelo contrário , multiplicava isso e fazia uso dessas suas características.

Golias não se sentia desconfortável em falar em publico, pois ele era um grande comunicador. E comunicação é resultado. A melhor comunicação é aquela que atinge seus objetivos, e Golias obtinha sucesso , porque sabia se comunicar, sabia influenciar , sabia ameaçar e disseminar o terror no meio dos israelitas .

Suas palavras surtiram efeito, elas eram letais, elas catalisavam e propagavam o medo. A propaganda do fracasso, do impossível, do inexeqüível do imponderável , do obstáculo intransponível. E ele ameaçou e desafiou o povo de Israel por quarenta dias, de manhã e de tarde.

E palavras têm poder. Quando essas palavras são associadas à imagem e a técnicas de e métodos adequados , elas são gigantescamente eficientes pois elas imobilizam e paralisam o ouvinte, neutralizando o seu poder de reação.

E o povo de Israel estava paralisado, ancorado , encalhado como um navio transatlântico num banco de areia e ainda por cima apavorado. O massacre psicológico sofrido pelos israelitas , os levava a uma angústia profunda , uma tortura diária.

Mas a solução veio de quem menos se esperava. Davi fazia “delivery” . Ele obedecia a uma ordem do pai que era a de levar comida para os seus irmãos que estavam no campo de batalhas. Ele era responsável pela cadeia de suprimentos, pela logística no campo de guerra.

Casualmente ele se encontrou num cenário onde um gigante chamado Golias, desafiava e espalhava o pavor em todo o exército de Israel. Naquele momento, Davi revestido de uma ousadia e otimismo extraordinário, assume o compromisso de batalhar contra aquele gigante de uma maneira heroica.

E foi neste momento que Davi revelou uma fé que não se inferioriza diante do inimigo, ou desafio; ele mostrou otimismo diante de seu povo que via diante de si a derrota.
A maioria de nos somos derrotados na véspera, pois quando nos deparamos diante de algum problema, de algum gigante da vida; aceitamos a derrota e nos rendemos antes da luta começar. Nossas mentes são fábricas de gigantes, aumentamos o tamanho deles mais do que de fato eles realmente são. E esta visão negativista da realidade , contribui para que fiquemos vulneráveis ao nocaute do adversário. Mas Davi era um jovem que não temia desafios, e os vencia porque lutava com as armas de Deus. Ele preferiu lutar e pediu permissão para isso.

O Rei Saul temeu pela vida de Davi dizendo: Golias é um lutador e você não passa de um menino.

Isso em nada importava a Davi que respondeu : O Senhor meu Deus me ajudará nessa batalha.

Davi convenceu o Rei Saul de que podia enfrentar Golias e assim Saul ofereceu-lhe as armas e a armadura, mas elas eram pesadas demais. Davi não lutou contra Golias com as armas humanas, que lhe foram oferecidas. Ele rejeitou a armadura humana. Ela era pesada , desconfortável e não se adaptava e por isso Davi partiu para a luta sem nenhuma armadura levando consigo apenas um estilingue e algumas pedras que ele tinha pego em um riacho.

Mas Davi tinha visão , ele sabia que sempre acabamos fracassando quando vestimos exclusivamente a armadura humana. A armadura que contem as armas do orgulho, da soberba , da auto-suficiência , vai nos levar a derrota, pois este tipo de armadura é vulnerável e não nos defende.

Davi não era o tipo de pessoa que esperava o gigante lhe acertar, ele atacava primeiro. Infelizmente em nossas vidas não usamos a tática de Davi , nós esperamos sermos golpeados primeiro para só depois reagirmos . Nosso problema é que somos o povo da defensiva. Ou seja, nos às vezes, só começamos a lutar depois que o problema, a situação, a circunstância, já ficou gigante. E aí, quase sempre, é tarde demais. Nós temos que ir ao encontro do problema, enquanto este ainda está pequeno, para que nunca aumente excessivamente.

Davi sabia que a melhor estratégia de defesa era o ataque. E estudando os passos e a estratégia de Davi , aprendemos que ao agirmos de forma preventiva, as chances de sermos bem sucedidos aumentam exponencialmente.

Quem é, pois, esse incircunciso filisteu, para afrontar os exércitos do Deus vivo?”

Davi tinha um pacto , uma aliança com Deus , ele escolhe bem as palavras e grita elas com autenticidade, sem medo e sem duvida.

“Tu vens contra mim com espada, e com lança, e com escudo; eu, porém, vou contra ti em nome do Senhor dos Exércitos, o Deus dos exércitos de Israel, a quem tens afrontado...porque do Senhor é a guerra, e ele vos entregará em nossas mãos”

E palavras têm poder. Golias zombou do menino, mas Davi colocou uma pedra na funda e atirou-a contra o gigante. A pedra atingiu a testa de Golias que caiu ao chão completamente vencido. Depois disso Davi tomou a espada do gigante e com ela cortou-lhe a cabeça. O exército dos filisteus fugiu completamente desnorteado, sendo perseguido pelos homens de Saul que os destruiu.

Sempre existirão Golias em nossas vidas. Assim como Davi, nossa alternativa é a luta, não temos saída. A luta nos trará vitória para que essa aliança chegue ao conhecimento de todas as pessoas, pois o melhor marketing é aquele que reflete a verdade e é autentico!

© 2009, Blog Cabala da Autossuficiência. Usado com permissão. Originalmente publicado em cabaladaautossuficiencia.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário