Total de visualizações de página

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Oração de um filho

Segurar na mão do nosso pai. A maior segurança de todas



"Senhor, queria uma canção que viesse de ti e eu pudesse cantar para te atrair.
Senhor, queria saber tocar lindos acordes, lindas melodias, para ver-te sorrir.
Senhor, queria poder cantar e tocar para por ai espalhar a mensagem da Cruz, do Jesus que se deu por mim"
Domingo dia 04 de Setembro de 2011. Está foi a oração que eu fiz, e em lágrimas me lancei ao meu D'us. Ontem, eu chorei!

Ontem foi um dia atípico, muito atípico para minha família. Não fomos ao culto dominical. Minha esposa está se recuperando de uma forte reação a alergia (Rinite). Por isso evitamos o frio da noite. E coloca frio nestas ultimas noites.

Mas fomos pela manhã à reunião do ministério de louvor. Chegamos em casa depois da 13:00 hs, almoçamos com minha mãe e fomos dar parabéns para minha tia, onde beliscamos um pedacinho de carne do churrasco. Risos.

Por volta da 15 horas fomos tirar um cochilo, que foi até as 18:30hs, hibernamos é claro! Risos
Acordamos, paparicamos Marina, ainda na cama. Então, levantamos, eu, Elaine e a Marina. Lanchamos e conversamos. Ela foi pro quarto com a Nininha e eu fui pra sala, onde peguei o violão (Comecei a aula de violão faz um mês) e iniciei os exercícios, os quais não são nada fáceis. Deu-me uma vontade de desistir! E foi aí, que olhei as pontas de meus dedos e vi calos. Marcas de dedicação. Marcas de incomodo. Marcas de aprendizagem.

Neste momento em que estava prestes a desistir. Principalmente porque fazer com pestana é horrivelmente difícil, fui constrangido pelo Senhor com suas palavras de amor: Você vai desistir de mim? Vai desistir do meu chamamento para ti?

Estranho, porque não sou músico, nunca cantei, nunca toquei. Mas mesmo assim, aquelas palavras me fizeram chorar. Chorei! Chorei e fiz esta oração:

"Senhor, queria uma canção que viesse de ti e eu pudesse cantar para te atrair.
Senhor, queria saber tocar lindos acordes, lindas melodias, para ver-te sorrir.
Senhor, queria poder cantar e tocar para por ai espalhar a mensagem da Cruz, do Jesus que se deu por mim"

Comecei a balbuciá-la como canção, lágrimas se misturavam com meu cântico, lancei-me aos pés da Cruz e pedi ao Eterno que me ouvisse.

Ele me ouviu e a sua resposta foi me fazer ver o quanto eu estava com saudades de um velho herói, saudades daquele que exerceu a função de ser o meu pai aqui nesta vida. Chorei por não ter o meu velho ao meu lado, chorei por não ter tido a oportunidade de ser um filho que ele merecesse. Chorei muito! Meu pai, meu velho pai, morto e distante de mim. Sinto muito a sua falta. Falta de vê-lo segurar a sua neta, falta de vê-lo chegar ao finalzinho da tarde com pães quentinhos. Sinto falta daquele cheiro de pai, aquele que nunca nos é em 
excesso. Sinto falta de suas broncas, de sua distância quando errado eu estava. Sinto falta de ser filho.

E neste processo entre choro, cânticos e a lembrança do velho Tavares, o meu pai, o Eterno me confortou e me mostrou que não sou de ferro, que não sou um ser “assentimentado”, me mostrou que sou humano. Formado do pó desta terra. E como ser humano, faz parte da vida ter alegria, ter tristeza, ter o choro e ter a saudade.

Então, meu choro e saudades se tornaram num misto de surpresa e esperança. O que tem a ver o meu chamamento com o meu pai. Tudo! Em todas as coisas! O Senhor me mostrou que o que eu não pude fazer pelo meu pai e com o meu pai, eu posso fazer com o meu Ele, com o meu Pai Celestial! Se eu não pude completar o meu chamado de filho obediente e grato com o meu pai Tavares. Posso dizer sim e completar o meu chamado como filho obediente ao meu Pai Celestial, ao Eterno Aba.

Foi ai que entendi que nunca deverei desistir do chamamento, de ser obediente ao meu chamado. Não desistir de fazer o melhor para o Eterno, não desistir de alcançar o Seu coração. Não desistir de ser filho.

Shalom

Everson, simplesmente filho.

Um comentário:

  1. Mas q lindo post Everson!!!!
    Aue D'us continue a te tocar,inspirar e usar com lindos textos vivenciados!!!
    bjss

    ResponderExcluir